Tuesday, 14 September 2010

a volta triunfante de Tom Ford / Tom Ford's triumphant return

(English below)

Tom Ford não fazia uma coleção feminina desde 2004 - e tenho que deduzir que seu retorno foi muito bem pensado. O desfile de sua coleção de primavera/verão 2011 foi ultra-fechado, destinado somente a compradores e membros da mídia importantes. Aparentemente todos foram convidados por telefone, sem direito de levar assistentes e/ou acompanhantes, e deveriam assinar um contrato de confidencialidade acordando em não tirar fotos ou filmar a apresentação. O resultado foi um desfile íntimo (com menos de 100 pessoas na platéia!), com Tom chamando pelo nome cada modelo para entrar no salão de sua loja na Madison Avenue e explicando nos mínimos detalhes cada peça que criou.


 a porta da loja de Ford na Madison Av. - preparada para o desfile
Ford's store at Madison Av. - ready for the show


Mas a estória não fica por aí - na realidade, ela só melhora. Suas modelos foram mulheres pelas quais Tom se sente inspirado, e desfilaram para o designer ninguém menos que Beyoncé, Julianne Moore, Rita Wilson (mulher de Tom Hanks), Rachel Feinstein (pintora), Daphne Guinness (socialite e colecionadora de couture),  Julia Restoin-Roitfeld (filha de Carinne, a editora-chefe da Vogue Paris), Karen Elson (modelo, cantora e esposa de Jack White do White Stripes), Marisa Berenson (modelo e atriz), Lauren Hutton (modelo e atriz), Lisa Eisner (artista), Emmanuelle Seigner (atriz francesa), Farida Khelfa (atriz francesa), Lou Doillon (modelo e filha de Jane Birkin), assim como diversas super modelos de diversas eras como Joan Smalls, Liya Kebede, Amber Valletta, Daria Werbowy, Chanel Iman, Anja Rubik, Abbey Lee Kershaw, Freja Beha Erichsen e Stella Tennant. O queixo de quem estava presente desabava a cada nova mulher que entrava no salão.


as "modelos" de Ford - uma das fotos vazadas
Ford's "models" - one of the leaked pictures


A entrevista que Ford deu à WWD (acredito que seja somente para assinantes - há um extrato da entrevista aqui) explica as razões para todo esse "segredo" ao redor das roupas, além de como e porque Tom voltou à moda feminina. É uma entrevista fenomenal, com Ford dando uma explicação ótima, um pouco até óbvia e extremamente sensata para todo o "merchan": ele sente que as mulheres "normais" precisam voltar a se sentir especiais. Primeiro desenhou para mulheres de todos os tamanhos e idade - vide Beyoncé e Lauren Hutton na passarela - e não quer que suas roupas sejam divulgadas porque essas roupas só chegarão às lojas em janeiro. Parece estranha essa afirmação ao ouví-la, mas a explicação de Tom faz todo sentido: nesse período (do desfile às lojas) milhares de fotos são divulgadas na internet, cópias já são feitas por cadeias de fast fashion, diversas celebridades saem com as roupas em eventos e red carpets e o consumidor final fica com a sobra. Ele não tem mais emoção ao comprar, já está de saco cheio ao ver aquela roupa.


Tom Ford: depois de anos fora do mercado, o retorno triunfante com a coleção masculina - ainda falta ver a feminina
Tom Ford: years away from fashion, he comes back with a triumphant return on menswear - now all we have to see is how will womenswear be


Achei o pensamento interessantíssmo e válido - e, claro, o furor por todo esse "segredo" cria um marketing fenomenal. Já existem diversos rumores pela blogosfera, além de fotos tiradas com celulares por editores de moda não tão éticos assim... O resultado final é que a volta de Tom Ford causou o barulho necessário e, definitivamente, pode ser considerada triunfante.


os porteiros do desfile de Tom Ford - não, eles não são modelos!!!  
the ushers and doormen to Tom Ford's show - nope, they're not models!


Tom Ford hasn't done a womenswear collection since 2004 - and it seems his return was very well thought out. His show was actually a very intimate affair, with just a handful of powerful buyers and media players and with a jaw-dropping line of "models". They were all women Ford considered influences in his collection, and present were Beyoncé, Julianne Moore, Rita Wilson, Rachel Feinstein, Daphne Guinness, Julia Restoin-Roitfeld, Karen Elson, Marisa Berenson, Lauren Hutton, Lisa Eisner, Emmanuelle Seigner, Farida Khelfa, Lou Doillon, as well as several super models like Joan Smalls, Liya Kebede, Amber Valletta, Daria Werbowy, Chanel Iman, Anja Rubik, Abbey Lee Kershaw, Freja Beha Erichsen and Stella Tennant. 


Tom Ford ao fundo e Daphne Guinness à frente: uma foto "ilegal" do show feita por um celular
Daphne Guinness with Tom Ford in the back: a illegal mobile phone image from the show


Tom narrated his runway, talking in detail about each garnment and the collection as a whole, as people were trying to breathe and see if they were still alive. Ford's interview for WWD is superb and he explains why he wanted to make secrecy about his designs, why he chose to make a collection inspired in so many different women and how he decided to come back to womenswear. It's worth reading - a good extract can be found here if you don't subscribe to WWD.


Beyoncé no desfile de Tom Ford: outra imagem "ilegal"
Beyoncé at Tom Ford's show: another "illegal" image


Apart from all the secrecy, possible marketing stunt and a star-sttuded runway, there is one thing we can be sure of: Tom Ford's comeback is definitely triumphant.


Derek Blasberg e Daria Werbowy antes de entrar no show
Derek Blasberg and Daria Werbowy before the show


Photo sources: Hanneli Mustaparta & Fashionista.

2 comentários - Comente aqui!:

Deinha Rocha said...

Tom é absurdamente sedutor e tudo o que ele faz nos deixa loucas! Eu pelo menos fico doidinha!!!

!Xoxo!
www.fervofashion.blogspot.com

Bonequinha de Luxo said...

Carol, qto bofe hein hahahahha, Já que não tem fotos das "modelos", admirei os garotos hahahaha, deve ter sido um losshoooooooooooo,né?Bjs, Va.

 
BlogBlogs.Com.Br