Monday, 30 August 2010

62th Emmy: mais uma leva de looks do tapete vermelho!

Nossa, nada como uma soneca pra matar o cansaço. Quatro horinhas de sono e estou renovada! Mas vamos ao que interessa - mais looks do tapete vermelho!

1. Dianna Agron: Eu realmente gostaria de amar esse vestido - e, olhando para as foto, é realmente impressionante a quantidade de detalhes, a brincadeira entre o fundo preto e a renda clara, os laços e fitas, o tule... Mas vendo na televisão Dianna parecia o abajur do Moulin Rouge (Lietchka acertou perfeitamente nesse comentário)! Ou seja: vestido ótimo pra fotos mas feio na "vida real". Nem vou comentar maquiagem e cabelo porque oi? Cansei já.





2. Maria Menounos: E o prêmio J. Lo vai para... Pra não dizer que não falei bem, eu gostei do batom. Eu acho vulgaridade um dos maiores pecados que uma mulher pode cometer - e não só porque ela é bonita e/ou estrela de Hollywood que pode se safar dos comentários. O vestido da Ralph & Russo seria infinitamente mais bonito se fosse todo fechado, ou talvez com uma abertura oval ou um caimento dramático nas costas. Desse jeito só ficou parecida como escort de luxo.





3. January Jones: Eu adoro essa menina. Porque ela tenta. Se esforça, vai atrás, arrisca. Nem sempre dá certo - e eu até agora não sei se deu - mas ela tá lá, tentando ser uma Chloë Sevigny, uma Zooey Deschanel. Quirky yet cool... Cabelos desgrenhados à parte, esse corte novo é uma belezura! E os detalhes do vestido - Atelier Versace - são embasbacantes, não tem nem o que discutir. Mas de novo esse busto meio-Madonna-meio-anos-60-futurista que não cai muito bem. Só por isso que fiquei em cima do muro, devo dizer. Mas, se comparando com o resto do pessoal, foi definitivamente um vencedor.





4. Emily Blunt: o que fizeram com os dentes dessa menina??? Eu não sei se ela tá usando um Invisilign ou se isso é efeito de excesso de porcelana. Mas tá tão estranho que até influi na expressão facial dela! Tô em choque. No mais, vestido assim meio ninfa demais eu não curto; se fosse o mesmo modelo mas em uma cor mais tchan eu sei que ia adorar. O cabelo também tá meio estranho, colado demais na cabeça.





5. Rose Byrne: Vibe deus grega? Check. Coque bufante? Check. Maquiagem com cara de sem maquiagem? Check. Pronto, pode sair pro red carpet. Tão genérico que tá ficando brabo... E pensar que eu achei que ela seria algo mais interessante quando foi escolhida por Marc Jacobs pra vestir um de seus vestidos (um amarelo liiiindoooooo) para o Met Ball de 2009.






6. Lauren Graham: taí um look que tinha TUDO pra dar certo. Sandália linda, esmalte na cor certa, maquiagem legal (ok, na mesma vibe de todo mundo, inclusive o coque...), acessórios de-ma-tar, um vestido interessante e diferente... mas não deu certo. E olha que quando Lauren estava no palco para apresentar um prêmio eu até fiquei um pouco na dúvida, mas vendo essas fotos... O problema é que, de lado, parece que ela enfiou um guardanapo gigante no vestido. De frente o corte assimétrico e bruto deixa Lauren com formas meio masculinas na parte superior de seu corpo. Se mexendo esse efeito não aparecia tanto, mas nas fotos dá pra ver perfeitamente. Uma pena. Por isso que sempre devemos ter um costureiro amigo - e Yigal Azrouël não é teu amigo, Lauren!





7. Kyra Sedgwick: Se compararmos esse look com o resto do red carpet, Kyra definitivamente é uma das melhores da noite. Mas, pelo que vimos, isso não quer dizer muita coisa, né? Eu gosto do corte do vestido; é clássico e sempre favorece a silhueta de qualquer mulher. A construção dele está linda e cabe em Kyra como uma luva. Mas o que me intriga é: ele é de veludo??? Quando vi na TV, jurei que era de veludo. Nas fotos não consigo perceber direito. E veludo em agosto e em Los Angeles... pelamordedeus, minha gente! Também não gostei do cabelo excessivamente grande - acho que tem uma idade que a gente tem que aprender a let go. Mas, no conjunto da obra, gostei.





8. Christina Hendricks: eu concordo com as Fug Girls sobre Christina Hendricks. Será que não é possível que estilistas não consigam vestir uma mulher com curvas? Com peitão? E olha, ela nem é tãaaaaao assim enorme como todo mundo pensa, ok? Tia é normal, gente como a gente. Assim é que vemos como é difícil para um designer fazer roupa pra quem não é um palito. O povo só é treinado pra isso e pra pensar assim... Por isso que nunca ficamor tão bem quanto uma modelete na passarela. O vestido cai bem mas a frufruzada e as pregas na altura do quadril não funcionam pra mim. Um é feio e o outro faz parecer que ela tá quase explodindo no vestido.





9. Lo Bosworth: Mais um belo exemplo de como certos modelos só funcionam na passarela. Se você tem menos de 1.75m e não é relativamente magrinha, fuja como Judas da cruz de modelos como esse, que terminam na atura da canela. Eles só te fazem ter a aparência de mais baixa e mais gorda. Definição de tampinha e rolha, sabe? E olha que a menina do The Hills aí quase conseguiu pull it off. Quase. No lado positivo, o batom é bonito e combina bem com a cor do vestido - que por suz vez combina bem com os brincos. Idéia boa que quase deu certo.




E aí, o que estão achando dos looks? Ainda tem mais um ou dois posts recheados de fotos do tapete vermelho - e um dedicado somente aos meninos! Mas agora vou pegar um pouco mais leve porque, afinal, meu cérebro tá quase dando CRTL + ALT + DEL. No próximo post deixo uma surpresinha aos que não viram o Emmy ontem à noite.

3 comentários - Comente aqui!:

Ana Paula said...

gostei do vestido da Kyra e do cabelo da Rose rsrsr, separadamente.

Jess said...

Lo Bosworth tem essa mania de se vestir e usar o cabelo igual o da tia-avó dela. Nao entendi o excesso de laquê dessa galera nos Emmy's de ontem. Quero muito apoiar Christina Hendricks na escolha do vestido que mostra suas curvas mas essa corzinha de burro-quando-foge... nao consigo...

Lu E Cris said...

Me acabo de rir de seus comentários!! Amo sua ótica nada afetada sobre os looks! Bjokas

 
BlogBlogs.Com.Br